quinta-feira, 29 de julho de 2010

11!


Só somos humanos

No teatro da existência

Longe da perfeição

Mas tão perto da estupidez


Nada nos acalma

Mas tudo nos obriga a ser

O que nunca pensamos

Mas que devemos fazer.


A alma pesa

O Deus não existe

E por dentro ficamos atordoados

Sem saber aonde ir.


Se assim queremos viver

Já morremos sem saber

Que o mundo não é só feito de coisas densas, que se pode pegar com a mão

Mas também é feito de outras coisas

Que vem do coração.


domingo, 25 de julho de 2010

Massacrador


compre, use, abuse

seja quem você quiser.

consuma, prove, escolha

pegue o que você puder.


somos todos assim

ligados no que você tem

pois assim as partes saíram satisfeitas

e o mundo será melhor.


coma até enjoar.

compre até tudo ir.

faça o que todo mundo faz.


tudo é tão simples

tão generoso quando se há tudo.

assim, as coisas só serão fáceis.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

10!



Como pode

Eu e você?

Tão perto, mais tão longe.

De corações apertados, mais tão apaixonados.

Pensamentos um no outro

Corpos e bocas distantes

Temperatura baixa

Mas um amor quente


Você me vê em alguma foto que te dei

E eu vejo você nas cartas que você me enviou.

Quando ouvimos aquela música.

Quando vou aquele lugar onde costumávamos ir.

Tudo faz ligar nossos corações.


Não sei se suportarei essa distancia

Nem por mais um pouco

Pois queria te ver e te sentir novamente

Pra fazer tudo outra vez.

terça-feira, 20 de julho de 2010

Me Chama


Me chama

Pois estou só.

Preciso te ver

Nesse dia cinza

Vazio como meu coração.


A chuva me deixa inquieto

Querendo saber aonde estar você

Que não vem me ver.


Tenho vontade de ir até você

Pra poder me aquecer nos teus braços

E sentir a doçura dos teus beijos.


Hoje, só queria apenas isso.

O teu amor.

Não sei aonde esta você

Pra te trazer a alegria

Desse eu coração quente

E desse teu jeito tão meigo e sincero.

Apenas queria isso.


quinta-feira, 15 de julho de 2010

#48


Correndo adentro nessa madrugada infinita, as coisas vão aparecendo, se mostrando furiosa, em luta com o ser humano.

Intima do meu eu, a madrugada vai derrubando pessoas, dilemas e outras histórias que o povo fica a contar nesse país sem nome.

Ela não silencia por completo, pois ninguém nunca sabe o que vai acontecer.

Ela parece nunca descansar, nunca dormir, nem parar um pouco sua vida bandida. Até o fim, ela será aparentemente calma, mas furiosa em seu interior infinito.

domingo, 11 de julho de 2010

Viva La Glória !


Viva la gloria

Em vermelho e amarelo

Do jeito que um povo queria

Do jeito em que 22 heróis acreditaram

E fizeram a diferença.


A fúria foi melhor no meio das laranjas fortes

Que pareciam estar amadurecidas para um titulo

Mas que apodreceram quando se mais precisou.


Quem acabou na festa foram eles

Os heróis

De vermelho e azul

Que sempre tiveram fama de amarelões, ganhadores de nada

Mas que fizeram valer o apelido agressivo

Lá fúria.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Por Que?

Foto: Luís Alvarenga/Extra

Por que nascemos para esse mundo?

Para sofrer o que as pessoas impõem, para depois vencermos e vivermos o AUGUE, e depois cair na maldita tentação da raiva?

E por que somos assim?

Achamos que só por causa da fama, dinheiro, sucesso estamos livres de tudo e todos que querem nos derrubar?

Por que, chegando ao topo, não conseguimos ser novamente “normais”, ou ao menos, exemplos, referencia para a geração que esta por vir?

Somos verdadeiramente descontrolados? Ou é só o luxo e a fama que nos deixam assim?

Será que não temos o mínimo de juízo quando chegamos nesse ponto da vida, onde tudo e flores e nada a mais?

Tudo ilude mesmo, ou não queremos enxerga àquilo que (realmente) nos rodeia?

É difícil enxergar o mundo assim?

É difícil fazer o bem?

Ou é mais difícil ainda entender as pessoas?

...

terça-feira, 6 de julho de 2010

9!



Eu acordei

De um sonho, onde eu não queria mais voltar

Mas acabei vendo a ilusão

Bem diante de mim


Pensei que seria eterno

Mais foi só um momento.

Pensei que iria ser ótimo

(foi bom, não nego)

Mas foi por pouco tempo.


A vida é dessas coisas

De agente se jogar sem pensar

E depois quebrar a cara.


Valeu de experiência

Pra que quando outro alguém vir

Eu não me entregue por completo.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

É, Brasil...



Brasileiros, Guerreiros Unidos

Vencidos, mas dignos de suas forças e habilidade.

Se dessa vez não deu

O amanhã é a nova oportunidade.


Tivemos raça, amor paixão por um manto de 5 estrelas.

Sonhamos alto, acordado, em busca de algo

Que não veio (é uma pena).


Mas fica a lição

De que podemos um dia vencer

Mas como homens controlados

E não como meninos exaltados, no êxtase de sua revolta.


A batalha foi perdida junto com a guerra.

Mas o sonho ainda sobrevive.

E para os mais esperançosos

Ele é logo ali.

Total de visualizações de página

Parcerias (ponhas a sua aqui também)





Image and video hosting by TinyPic
" />

Contato

Orkut
Twitter
Facebook
YouTube

My Tumblr

Ocorreu um erro neste gadget