sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Yan: Como tudo foi feito!


O livro (capa)

Era uma vez, no penúltimo mês do ano de 2009, Yan. Dai, nascia o meu romance.
Ele (Yan) no seu começo, não foi Yan: era Tom. Por motivos de força maior e combinação de partes, o nome foi mudado.
Pra desenvolve-lo, demorei por volta de nove meses para te-lo por inteiro, do jeito que eu realmente queria. Houve momentos em que o vazio, o ócio, o nada estava em minha mente, e com isso, não podia preencher as partes que eu queria preencher na história.
Mas mesmo assim, fui persistente, e consegui fazer meu primeiro romance.

A história

Yan, era um mero estudante, com seus 16 anos, tem uma boa relação escolar, mesmo com poucos amigos. Mas havia uma especial que ele tinha uma boa relação, e por consequência, estava se apaixonando por ela. Mas eis que surge uma nova professora em sua escola, e tudo se transforma, não só no amor, mas em sua vida em geral.

Curiosidades

  • O Yan, teve uma ideia inicial de amor, e acabou se formando através de histórias que houvi.
  • Ele não foi baseado em algo real. Alguma coisa parecida com realidade, é mera semelhança.

E ele já esta a venda no site da Editora Baraúna: http://www.editorabarauna.com.br/yan-love.html

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

O quanto complicamos a vida.



Nos dias de hoje, vemos tanas coisas banais, chocantes, que de quando em quando, não nos impressionamos mais, por tão elas serem tão constantes e insistentes em nossas vidas.
A causa, é bem simples: Nós.

Sim, todos NÓS, em letras garrafais, luminosas, bem diante dos nossos olhos cegos, de não querer enxergar.

Somos tão assim, de complicar tudo que fazemos, pois parece que temos prazer de fazer errado, sem nos controlar, ou pensar nas consequências que isso poderá nos trazer para o amanhã.

Eu, já errei muito, e ainda erro como qualquer ser estupido (me incluam nisso também, sem mais "delongas"!).

E disso tudo, posso dizer algo: nós, seres pensantes (ohhhhh!) gostamos de viver no risco. Mas no risco da parte errada, obscura, onde realmente algo pode dar muito certo pro lado errado (legal!).

Precisamos apenas tomar um  pouco mais de consciência para cometermos menos isso, pois nunca vamos para de faze-los. Apenas diminuir, para que as consequências sejam menores no futuro.
Precisamos disso, ou nossas vidas, oh.......BUUUUUUMMMMMMMMMMM!!!!!!!!!!!!!

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

São Paulo: provando que a seleção esta sem qualidade.



(Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)



O jogo de hoje da seleção, em pleno sete de setembro, evidenciou mais uma vez nossa fragilidade e vulnerabilidade de um time sem cara.

Do jeito que nossa seleção ainda joga, merecia com toda veemência as vais que o publico no Morumbi. A fase, ainda é de pré maturidade, num momento onde deveria se evidencia uma maturidade e personalidade de nossa seleção.

Diferente de nosso país, a nossa seleção não tem independência alguma, pois parece viver a base de resultados insignificantes, fazendo pouco pra um tempo que deveria ser de muito, muito mesmo.
A zaga ainda esta inconsistente, falha de mais, muito atordoada.

Laterais, deixando a desejar, principalmente Sr. Dani Alves, que andou falando numa entrevista no intervalo do jogo, de uma forma muito prepotente, e errada. Isso não pode acontecer.

Meias, muito abaixo do que se espera, sem “alimentar” o ataque com lances de efeito (poupa-se nisso, Oscar, que fez uma boa partida a meu ver).

Atacantes: simplesmente eles estão a pouco nível do que são. Precisam manter uma regularidade dentro ou próximo ao seu nível. Caso contrario, as copas (das confederações e do mundo) vão pro brejo fácil.

Só mesmo um “super-herói” pra salvar a seleção de um empate (ou derrota, o que seria mais evidente) vexatória.


E uma ultima: “Quem gosta, levanta e aplaude. Que não gosta, senta e vaia.”

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Cristiano, Deixe de Egoismo!



No mundo do Futebol (ah, bendito) ultimamente esta ocorrendo um "bafafá" muito bonitinho: A tristeza de Cristiano Ronaldo (O GAJO!). 
Lendo esta matéria do jornal esportivo Marca da Espanha (quem souber espanhol, clica) vê que ele diz, que todo mundo esta se referindo a dinheiro, não é bem assim o que pensamos. Em seu perfil do facebook , ele alega outra coisa. Mas na verdade, isso é um básico (se é que se possa dizer isso) egocentrismo da parte do Gajo, na minha opinião. Acho eu, que se você quer reconquistar algo, por menor que seja (ou maior, no caso dele), deve-se trabalhar, e não reclamar assim, de barriga cheia, com ele esta.

Ele, que SÓ (SÓ!?) ganha 10 MILHÕES, esta reclamando de desprestigio por parte de companheiros, torcida de diretoria (quanta falta faz uma bola de ouro, né Gajo?).

Um aviso ao seu Gajo: gosto muito de você (suas excentricidades não valem, ok?), mas tu, Gajo, não és maior que o Real Madrid Club de Fútbol
Saiba que, um clube se faz com o conjunto, não pelo único "astro" que bomba no time. 

Mas como diz Xabi Alonso: “Estou feliz. Falo por mim, mas cada um é como é”

E é isso!

Total de visualizações de página

Parcerias (ponhas a sua aqui também)





Image and video hosting by TinyPic
" />

Contato

Orkut
Twitter
Facebook
YouTube

My Tumblr

Ocorreu um erro neste gadget