quarta-feira, 29 de junho de 2011

Que dias são esses?



Ultimamente
Vejo os dias passarem voando
Sem muita coisa pra fazer
É isso que acontece.

Eles se vão na minha frente
E pouco posso fazer
Eles são poderosos de mais para eu poder para-los.

O jeito que tem
É aproveitar o melhor de cada um deles
Pois o tempo e pouco
E os dias passam de uma forma absurdamente rápida.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Sinceramente...Sou preguiçoso




Sinceramente vou falar, sou muito preguiçoso.
Tenho preguiça de levantar de manhã, pois cedo não acordo bem, mas se é para o meu melhor, eu faço o possível. Ás vezes, naquele dia de descanso, quando não se quer fazer nada, e alguém vai lá e te pede pra lavar a louça, eu não vou, só se ela for alguém querida ou, por alguma coisa que ela me der que for realmente boa.
E naquele dia, saindo do trabalho, quando você entra no carro, e vê que esqueceu aquele papel que você precisa tanto, dá uma canseira e tanto...mas eu vou lá, e pego, com o cansaço e a lerdeza que estão em mim.
Quando sua mãe te pede pra arrumar a cama enquanto você esta no Orkut ou no MSN (como o gato ou a gata que você esta afim)...eu dou uma chorada, mas levo carão, e tenho de ir fazer isso.
Mas é isso: sou ativo, vivo..mas aqui pra nozes....sou preguiçoso de mais.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Pra não encher o saco, vou deixar o que sempre faço...


Parando por um tempo
Eu penso
Que só existo
Que só vejo o que está aqui.

Só existir
Não é suficiente
Pois viver ainda é importante
Nessa terra de asfalto
Que não tem verdade.

Tem de se viver
Com tudo que a vida oferece
Sem ligar pro amanhã
Que sempre será a eterna duvida.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Maradona, O Babacão!


Hoje vou usar meu poder (que poder?) para ser um pouquinho rancoroso (ou amoroso com vocês). Acreditem ou não nessa reportagem do Globo Esporte (cedida pela TVE). Querido Maradona, falando mal do Neymar, ora essa. Mas não falando mal: ofendendo, como um péssimo exemplo de argentino (eles sempre se acham). Você, que foi um grande químico ambulante, marcado por pó e drogas ao máximo sua carreira, e hoje, fica de preconceito com dois homens negros? Isso é inveja? Padrão não seguido? Todo tem defeitos, e o seu esta mais evidente do que nunca. Pelé é tão genial, que não dá cabimento ao que falas. Você, sujo como um porco, é um pecado para as tradições islã. Então amiguito maconheirito, que viestes do pó e dela mierda, pare. Sei, é gordo, esta sem controle, Mas pare. Você não é tão “gênio” que se julgar se tão “grande” (que grandeza esse rapaz tem? Digam-me um bom exemplo da vida desta baleia fora do ‘Rio da Prata’?). Seu discípulo, é gênio, cabeça no lugar (Messi). Mas você, hein. Me desculpe, mas você ainda é o mesmo merda hoje e sempre, enfiando a língua em quem não deve. Stupid!

P.s: espalhem esse post no máximo de locais possíveis!

sábado, 18 de junho de 2011

Porra, eu sou infeliz! (o que fazer?)


Quando você, em um determinado ponto de sua vida, se depara com essa situação de vazio e desconforto, como você faz para se sentir melhor? É bem complicado, em horas desse nível, ser feliz, ou ao menos ser você. Nós sempre tentamos sorri, fazer um pouco de graça, fingir que esta tudo bem, mas na realidade não está. Alguns motivos nos motivam a isso: a saudade, a falta de algo ou alguém. Mas isso faz parte do processo da vida, que cada dia nos mostra coisas que podem ser pequenas, mas um tanto surpreendente aos nossos olhos.

Já sofri disso o bastante, e posso lhe dizeres algo: crescemos muito nessas horas. Vemos coisas que pouco ou nunca víamos quando éramos felizes. Aprendemos melhor, damos valor de verdade a aquilo que é importante, que vale de verdade pra todos nós.

A infelicidade pode ter toda essa parte negra, de melancolia, dor e lágrimas. Mas após essa fase, nos sentimos melhores, mais humanos e vigorados para outras batalhas.

Mas se outra infelicidade o invadir, não se deixe abater novamente. Creia naquilo que acredita, faça valer cada coisa que você faz por si (ou por alguém). Um dia, seremos recompensados por tudo aquilo que fizemos. A felicidade sempre batera a nossa porta, e vira de braços abertos a todos nós.

"O homem é infeliz porque não sabe que é feliz, só por isso."
(Fiódor Dostoiévski)

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Educação: uma boa coisa de ser (re) aprender


Sempre que mexemos com esse termo educação, me lembro de uma serie de coisas deficientes em nosso mundo (não por sermos seres humanos – todos nos erramos, sim, nunca deixaremos de cometer isso – mas por sermos de quando em quando – ou sempre – incapazes de sermos educados em horas certas) que diretamente (de forma até indireta) afeta nossas vidas.

Uma vez estava passando por uma rua com minha família, e vi um senhor altamente alcoolizado, falando um monte de besteira (8 entre 10 bêbados fazem isso, concerteza), e ainda xingou um condutor que havia cometido algo contra esse senhor - ? – alcoolizado. Não sei por que, mas o controle das nossas atitudes também nos influencia na nossa educação (você teria controle - por mais que você se esforçasse - na hora do stress?). Logo atrás, depois de toda a confusão, veio um carro de policia, que fungou a traseira desse condutor, e o ordenou que parasse. Foi bem adequada aquela abordagem.

Nisso, me pergunto: será que precisamos de pressões internas ou externas (seja qual for) para que ao menos façamos uma “boa impressão” de que possamos ser educados?

Outro pequeno exemplo é a internet (isso caro amigo, você não esta louco ao ver isso). Mas por que a internet? Lhe digo por que: podemos (ou melhor estamos) sendo vigiados 24 horas por governos ou entidades privadas que estão de olho (gordo) em nossos dados (tome cuidado você também). E pra comprovar um pouco, deixo um vídeo que vi na Mtv Brasil sobre isso (muito interessante, vale a pena ver).




Isso também pode ser considerado uma falta de educação. Onde esta o direito Universal a privacidade, que tanto diziam, e que o sites de relacionamento prometem tanto? (tenho medo de que descubram que postei fotos com mulheres semi nuas em minha cama no meu aniversário de 20 anos- ops, desculpa!).

De tanta má educação que vejo, também olho para mim e digo: preciso me reeducar. Estou ficando preguiçoso, dormindo pouco e comendo mal. É preciso se reeducar meu povo, ou eu papoco (morro) fácil.

Que constrangimento!

sábado, 11 de junho de 2011

Meus Primeiros Dias com 20 Anos.


Esses primeiros dias com 20 anos foram bem interessantes. Além de uma maior exigência (como de costume), tive a sensação de que as coisas serão bem diferentes daqui por diante (bem mais do que eu pensava quando tinha 10 anos, por exemplo). E isso me faz agir o quanto antes para algumas coisas que possam ser feitas de forma imediata, como mudar pequenas coisas e hábitos na minha vida (mudar é como navegar: é preciso). Então, daqui pra frente, apenas vou tentar fazer meu melhor, por mim, pelo meu mundo e pelas coisas boas e bonitas da vida. É assim que tem de ser.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

As 20 coisas que mais me influenciaram em 20 anos (Parte 4)


Hoje, no dia em que completo 20 anos, encerro mais um ciclo em minha vida, onde posso me orgulhar de que vivi um pouco de tudo, mas ainda não aprendi o suficiente, pois me sinto um eterno aprendiz. E também hoje, encerro a seqüência de post relacionados às minhas influencias em 20 anos. Hoje, vou relacionar as 5 mais de minha lista. As que estão no topo das coisas.

5 – Livros

Posso dizer que os livros são uma paixão para mim. Costumo ler muito, adoro ler. Tenho uma mini-biblioteca particular em casa (como 72 livros). De tanto que leio minha mãe disse que não compraria mais estantes pra mim (mas sempre que ela me diz isso, acabo arranjando um cantinho pra por meus “mimos intelectuais”). A leitura ficou em mim, principalmente nesses últimos 4 anos, pois li praticamente que compulsivamente. Já cheguei a ler em um ano, 25 livros (sendo que li um com 545 páginas – e é por que considero um livro grande a partir de 300 paginas). A leitura é uma viagem que sempre tenho de fazer nem que seja um pouquinho todo dia. Ela é um pouco de minha vida.

4 – Escritas

Além de ler, também escrevo (e muito). Tenho aquele vicio compulsivo de pensar em uma palavra ou frase boa, e mandar haver na caneta ou na mensagem do celular pra salvar logo em seguida em rascunho. Nisso tudo, já fiz até romance (que pretendo publicar em breve). A escrita é um prazer imenso para mim. Depois de 4 anos, eu sino que amadureci bastante nisso, de se expressar um pouco mais, por um pouco mais de vida e intelecto em minhas escritas. O que desejo muito é que cada uma delas, faz a diferença da vida de quem a ler (Tenho muito esse desejo). E com isso, tenho o sonho de ser um grande escritor. Todo dia penso nisso, sonho e vou a luta e não desisto, pois creio que meu sonho um dia se realizará.

3 - Amigos

Amigos é a segunda base de minha vida. Tenho muitos poucos amigos (conto nos dedos), mas cada um deles tem um significado na minha vida. Todos eles são maravilhosos, me ajudam quando necessito e os retribuo da mesma forma ou superior a isso. Os meus amigos são parte de mim, e não a nada nesse mundo que possa explicar ou substituí-los, pois todos são incrivelmente seres humanos.

2 – Família

Família (papai, mamãe, titia – hehe). A minha é incrível, tanto por parte de pai como de mãe. Todos os tios, primos tenho certa intimidade, e falo com todos eles. Eles são minha essência, minha raiz, minha alma. Meu tudo.

1 – Deus

Desse homem nada falarei, pois o que ele faz por mim é inexplicável para ser contado em um post. Só o agradeço nesse dia tão especial por esta vivo, com saúde e paz para fazer acontecer e minha vida. E quero que cada vez mais ele esteja perto de mim e das pessoas que amo, sempre. Obrigado Meu Deus!

E nesse dia, completando 20 anos, agradeço a Deus, meus pais pela paciência e carinho e a todos que fazem sempre acontecer em minha vida. obrigado por tudo!

terça-feira, 7 de junho de 2011

As 20 coisas que mais me influenciaram em 20 anos (Parte 3)


Na véspera de completar 20 anos de idade, ponho aqui a terceira parte de minha lista. Essa parte, já é um pouco mais misturada, e um pouco complexa (mas não tão complicado assim de se entender). Agora, sem enrolar, vamos para a lista (do 10 ao 6).

10 – Insônia

Desde 2005, sofro com esse “mal” (não tão mal assim para quem gosta de curtir a vida como eu). Lógico que ela atrapalha, pois demoro um pouco pra dormir, e acordo um pouco sonolento (mas já me acostumei um pouco com isso). Mas pelo lado bom, consigo vara uma madrugada inteira sem dormir (tenho pique de sobra pra isso). A insônia não me preocupa tanto assim, a partir dos 20, vou cuidar um pouco mais disso (prometo!).

9 – Ídolos

Cada um dos meus ídolos me representa algo, um pouco de mim, como por exemplo, no futebol gosto do David Beckham (eu não sou bonito, mas tenho certa vaidade - e também uso Adidas), e do Ronaldo (pela grande –e bote grande nisso- pessoa que é). Na musica sou fã Linkin Park (por ousar sempre em novas coisas – eles fazem isso com seu som) e mais alguns outros do meio. Todos eles me influenciam bastante (muito pelo estilo, ou alguma coisa boa que observo neles). É assim que eles fazem parte da minha vida.

8 – Inglaterra

É um país que gosto muito (apesar de nunca ter ido lá). Desde sua musica com Beatles, passando pelo Punk do The Clash, pela monarquia “pitoresca” (Eu sempre ria da cara do Tony Blair quando era criança – achava e ainda o acho feio de mais), passando pelos mistérios da Stonehenge, até os dias atuais. Tenho um desejo de morar por lá, ou ao menos, passar uma semana. Mas, é muito difícil entrar lá, pois a alfândega pode lhe aceitar, ou simpaticamente lhe deportar do país de cara. Mas um dia eu chego lá e entro.

7 – Futebol

O Futebol pra mim (como a maioria dos homens brasileiros) é uma coisa inexplicável, algo como mágica, alem de tudo que se possa imaginar. Tanto que tenho 3 amores no futebol: Flamengo, Palmeiras e (o maior de todos) o Ceará (fora a seleção e os times internacionais que torço). Eu tanto gosto de torcer, como atuar. Sou atacante. Ultimamente, tenho estabelecido uma meta de 1000 gols (até o momento do fim deste post, já fiz 230 em 59 jogos – todos rachões, lógico). Espero chegar lá. E assim vou mantendo esse louco amor pela pelota.

6 – Musica

Musica é algo indispensável na minha vida. Se houver um dia uma escolha para uma vida entre comer e ouvir musica, preferiria a musica, pois consigo me alimentar de seus prazeres que á nela (isso é um devaneio meu, não levem a serio crianças!). Gosto de rock, pop, Bossa nova, Mpb e clássico (herudita). A musica pra mim é marcante: faz-me lembrar momentos, coisas e até outras coisas que me lembro sem querer. A musica é uma parte de minha vida. É o ritmo que me faz seguir em frente.

Até o próximo post.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

As 20 coisas que mais me influenciaram em 20 anos (Parte 2)


Mais uma vez, aqui posto a segunda parte das minhas influencias durante anos. Essa agora tem um pouco mais haver com sensibilidade (tendo um tom artificial no meio delas, mas bem dentro do meu eu emocional). Compartilho com você aqui no blog, as 5 outras posições (do 15 ao 11).

15 - Um olhar diferente para o mundo

Todos nós temos um jeito diferente de olhar o mundo (somos todos impares nesse quesito). Mas eu costumo olhar (não sei se você também, mesmo que de uma forma pouco semelhante – mas que tenha haver como que escrevo) de uma forma positiva, um pouco temerosa, mas sempre acreditando no que se pode fazer e acontecer em prol do bem. Como já havia dito no post passado, eu não observo o mundo em apenas uma área: eu o observo de mais maneiras possíveis, mas dentro do meu eu, como posso imaginar que seja (gosto muito de imaginar, sabiam? [hehe]). O mundo pra mim não é só mais um planeta em que vivemos: ele é todo centro de um universo imenso e mistérios (até onde sei, pois dizem [os astrônomos] que existem universos paralelos depois de buracos negros, com universos e planetas, muito parecidos com o nosso. Você lembra-se daquela situação em que você tenta procurar algo e não acha nunca? Pois é, isso tem muito haver com universos paralelos. [explicarei mais em outro post - podem me cobrar isso]).

14 – Tecnologia

Sou quase um maníaco por tecnologia, gosto muito das novidades que vem dela (e quem há nela). Tenho um smart, mas mesmo assim, ainda estou (um pouco) insatisfeito com ele (pretendo comprar um iPhone 5 no fim do ano – se la verba e condicciones permitirem - hehe). Gosto do jeito e da forma que a tecnologia (as bugigangas do século XXI) se comunica com nós, seres (quase) irracionais. Tenho um gosto danado de mexer naqueles novos gadgets (aparelho tecnológico) em lojas de tecnologia. Uma vez, resolvi dar uma experimentada em um iPad, e quase não sai da loja (só sai de lá, por que achei que estava abusando de mais da boa vontade dos vendedores de da disponibilidade de experimento de um aparelhinho muito simpático como aquele). Meus sonhos tecnológicos são simplesmente ter um MacBook Pro e um iMac core i7 (os mais potentes em suas categorias – os dois comprados juntos, dá mais ou menos o equivalente a pouco mais de 13 mil reais [CHORA!] ). Eu gosto muito de tecnologia.

13 – Sinais

A vida, em cada momento que se vive, revela-se em sinais (podendo ser de qualquer forma, contando que seja interpretada de uma maneira lógica para a pessoa). Eu creio nisso, pois sempre tive sinais na minha vida, que me fazem (até hoje) perceber certas coisas um pouco antes das pessoas. Antigamente, minha Avó (saudades dela), sempre me dizia: “Se você quiser saber se vai chover, olhe para o leste. Se uma grande massa de nuvens virem em direção a nossa rua, é por que pode vir chuva”. Acho isso muito interessante, e até uso isso no meu dia-a-dia. E sinto que esse ano de 2011 esta me trazendo algo muito forte em relação a isso (prefiro não detalhar como seja isso, pois guardo como um segredo em mim). Os sinais rondam minha vida, por onde quer que eu vá.

12 – Iguape

Esse lugar lindo e encantador: Iguape. Amo estar nessa pequena cidade do litoral cearense. Lá, onde tenho meu ponto de paz, e vivi (e vivo até hoje) muitos momentos maravilhosos em minha vida. Lá, posso sair de todo esse concreto, asfalto e fumaça da cidade grande que me sufoca. Lá, não tem tédio, pois toda paz que há por aquelas bandas, me fazem feliz, me recompõe para outras jornadas da vida. é assim que me sinto lá, e isso é impagável.

11 – Aprendizado

Todos os dias de minha vida, por menos insignificantes ou normais que sejam, vejo como aprendizado (novo, parecido ou repetitivo). Cada dia ensina uma coisa. Por isso, cada um tem sua importância e novidade (ou você acha que já existiu um 06 de junho de 2011 na história do mundo?). Por isso, trato cada dia com carinho, mesmo que eu erre ou faça nada. Todos eles tem seu devido significado para minha vida, pois vivo cada um deles da minha forma e do meu jeito (mesmo que eu seja oprimido ou dominado por alguém).

Até o próximo post!

sábado, 4 de junho de 2011

As 20 coisas que mais me influenciaram em 20 anos.


A alguns dias de completar meus 20 anos (isso, 20 anos – nem parece), vejo que toda minha vida (até hoje) foi tudo um misto de alegrias e tristezas (dãããã). Mas vi isso bem mais cedo do que pensava. Agora com mais responsabilidades, posso listar aqui algumas das várias coisas que me mudaram ao longo desses anos, meu eu, meu jeito de ser.

Todos esses 20 longos anos me fizeram e fazem crê e ver coisas que jamais teria visto em minha vida. Aprendi, vivi, chorei e sorri como todo ser humano.

Na minha vida, existiu tantas coisas que me influenciaram, que foi difícil fazer uma lista de 20 coisas que me fizeram um ser humano (mais ou menos) completo.

Vou definir isso por áreas. ai vai os primeiros cinco (contando de trás pra frente).

20-Criatividade

Falo disso, por que algumas pessoas me dizem isso (que sou criativo). Não acho tanto, pois para mim, isso é apenas uma questão de pensar, sentir o que se reflete em um momento de necessidade. Por isso, ponho esse quesito como influencia em minha vida, por que isso também fez parte de mim. Tive de muitas vezes ser criativo, para sair de situações ou momentos ruins (ou não tão ruins assim).

19-Dinamismo

Como dizem no meu signo: os geminianos costumam ser dinâmicos, práticos em suas atividades. Comigo, não chega a ser tão diferente assim. Eu tenho esse dinamismo em várias atividades. Não costumo ser um homem de vários projetos. Se estiver em um, já começo a pensar em outro (e acreditem: isso não me atrapalha em nada). Sou assim, não me prendo a um único assunto, prefiro me informar de quatro assuntos a apenas um.

18-Comida

Já diziam os grandes Titãs em 1987: “Comida é pasto!”. Mas como não sou nenhum potrinho, isso pra mim não é grama, e sim um tipo de portal que te leva a prazeres e sensações que não podem ser descritas em um simples post. Para mim a comida apenas não sacia a fome, mas ela lhe transfere a coisas, locais, lembranças de vida. A comida representa isso. Um bom exemplo disso é o cheiro verde. Toda vez que como isso (como alguma comida, como a macarronada da minha mãe), ou cheiro-o no supermercado, lembro sempre dos velhos tempos em que passei na casa de minha avó (saudades eternas da minha vózinha), principalmente da cozinha, que sempre saía das panelas, esse cheiro tão cativante e delicioso para mim.

17-Silencio

Para mim, o silencio e essencial para a maioria das coisas que eu faça (como descansar). Se caso eu não consiga sentir ou não ouvir nada, nenhum ruído mesmo durante um dia, eu ficou louco, chego a ser o cara mais irritante do mundo (quase um animal das savanas africanas em busca de comida - HAHAHAHA). Tanto que, quando acordo de manhã, não falo com ninguém. Eu demoro a dar bom dia para meus companheiros de trabalho (ele até entende um pouco disso). Isso vem desde os tempos de escola, onde demorava de mais para falar. Eu me isolava, e ficava quieto, na minha, até bater a vontade de falar algo. Raramente são os dias em que eu acordava cedo, e falo algo para alguém. O silencio me faz assim, mas é fundamental para mim.

16-Preguiça

“a alegria da preguiça às vezes toma conta de mim” (HAHAHA!). Essa é a mais pura verdade: sou um pouco preguiçoso. Houve momentos e coisas, que não fiz, por causa deste bendito pecado (mas me digam: quem é que não tem isso?). E assim, convivo com isso, mesmo com esse empecilho que tens a minha vida. Ah pregriça...

Até o Próximo post...


quarta-feira, 1 de junho de 2011

Eu Apenas digo..




Graças a DEUS
Estou feliz agora.
Focado em mim
Fazendo o meu melhor.
É assim que tem de ser.

Não me preocupo com o que virá
Eu apenas faço com que ele vire realidade
Através do meu trabalho
Da minha vida.

Os outros, não sei deles.
Podem falar mal, ou o que quiser
Isso não vai me parar nunca
Terá um zero de influencia em mim
Pois apenas terei ouvidos para ouvir as coisas boas
Pois retribuirei da mesma forma que recebo.

É assim que vivo
Atrás do meu
Fazendo acontecer
Antes que eu morra sem saber o que fiz.

Total de visualizações de página

Parcerias (ponhas a sua aqui também)





Image and video hosting by TinyPic
" />

Contato

Orkut
Twitter
Facebook
YouTube

My Tumblr

Ocorreu um erro neste gadget