sexta-feira, 26 de julho de 2013

Faz tempo...




Sim faz tempo.
Passei por aqui
Vi muita coisa
Mas resolvi sair um pouco
Pra ver mas outras
Mas não abandonei por definitivo esse lugar

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Entre minhas coisas




...Estou fazendo o que posso, e o que é de meu dever fazer.
Não, não vivo assim tão preguiçoso
Estou apenas numa pausa
Mas produzindo
De olho no futuro e nas melhoras de minha vida.

Agente tem de ser sempre assim
Por que tem horas que não dá
Você tem de se dedicar
Pra chegar a algum lugar.

E estou assim, não tão contente
Mas fazendo, o que é importante.
Sem ficar parado
Continuo
Até quando Deus me der o melhor.

domingo, 7 de julho de 2013

Murray!!!





Depois de longos e pesados 77 anos sem títulos ingleses na grama sagrada de Wilbledon, finalmente (ufa!), um inglês, Andy Murray ganha o troféu da casa.
O ultimo a fazer isso foi Fred Perry em cima do alemão Gottfried von Cramm, em 1936, com o seu tri campeonato na grama sagrada. 
O jogo foi duro, com várias viradas de Djoko, mas que no fim deu Murray, com 3 x 0 , com parciais de 6-4, 7-5, e 6-4.
Isso foi tão importante para os ingleses, que como disse o comentarista da transmissão:

"Isso vai tirar durante um bom tempo o peso que os ingleses tinham por aqui"

Só tenho a dizer, que o jogo foi excelente e Murray mereceu o titulo. Como vi num cartaz, "Let's make History", ou "vamos fazer história", e Murray fez dignamente, como um gentleman inglês. 

P.s> E de pensar que esse ano a bruxa ficou solta com vários escorregões e contusões de tenistas importantes no torneio. 

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Vasculhando coisas da minha vida (1)



Nas andanças de voltas ao passado, nesse vai e vem, vira pra lá, vira pra cá, até que lembro.....Metallica!
Mas como assim? 
Sim, acho que fazia alguns belos anos (dois ou três, acho), que não ouvia sequer uma musica do Metallica. 
Ai, fui no youtube, e achei a intrigante St.Anger (do cd com o mesmo título). 
(De bobo)mal pude acreditar que estava voltando a ouvir aquilo. Me lembrei os velhos tempos de moleque, que ouvia por de mais eles, e o Slipknot, Slayer, Indorphine, e outros. 
Como diria meu tio bêbado em uma celebre frase "ai, meus 15 anos!". 
Incrível como ainda (graças a Deus) continuo a me impressionar coma  vida, mesmo com coisas que já passaram, e me deixam com essa surpresa agradável, de que não sou tão mais jovem, mas que existe sempre algo bom vivo dentro de mim.

Total de visualizações de página

Parcerias (ponhas a sua aqui também)





Image and video hosting by TinyPic
" />

Contato

Orkut
Twitter
Facebook
YouTube

My Tumblr

Ocorreu um erro neste gadget