sábado, 26 de fevereiro de 2011

31!



Sou um marinheiro só
num oceano imenso
sem muito o que fazer
e nem aonde ir.

Enfrento as tempestades mais severas
as noite mais frias
e os dias mais quentes.

Da dor eu resisto
a saudade eu não driblo
mas faço dela minha vontade
de querer chegar
aonde meus pés possam tocar o chão
sem nada a temer.

Mesmo sem terra aos pés
ainda tenho o mar em meus olhos
a menina que me leva
até onde desejo chegar.

4 comentários:

ღ Sensitivity ღ disse...

Mineirim? Quando eu morei Brasília eu tive vários conhecidos e amigos mineiros. Adoro o povo mineiro. Lindo poema. Beijinhos.

maanu;* disse...

que mineirinho fofo. e que escreve bem.
Adorei o poema , suas palavras . principalmente quando falastes de saudade .
Parabéns:D
Beijos doces;*

Manuella Monte Santo disse...

Poema muito bom.

Beijos.

Por de trás das postagens disse...

Amei o texto.

Acho que estou nesse oceano agora.

Beijinhos

Total de visualizações de página

Parcerias (ponhas a sua aqui também)





Image and video hosting by TinyPic
" />

Contato

Orkut
Twitter
Facebook
YouTube

My Tumblr

Ocorreu um erro neste gadget