segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Da dureza que se faz para obter o melhor.




A semana que passou foi muito dura. Não por causa de trabalho, nem de outras tantas coisas que vivo, mas de algo legal e interessante: comecei a fazer exercícios na academia.
No primeiro dia, senti algo bem gritante, diferente, estranho até (mas depois você se acostuma, se adapta a tudo). Antes, uma prima, que também faz academia, já havia me dito 

"É bacana você fazer. Lá dentro, você esquece do mundo, e ainda melhora sua vida".

E ela teve razão total nisso.
Por lá, senti uma vontade de querer fazer etapa por etapa do meu treinamento. Tive de ser bem determinado (mais até do que sou na minha vida), mas consegui.
Foi duro, mas a primeira semana acabou me provando que, sem trabalho duro (e pesado) não se consegue nenhum resultado (Óbvio).
Mas no entanto, como já disse, me adaptei nessa boa rotina de malhar, malhar e malha. Umas das primeiras coisas que surgiram comigo durante tudo isso foi o cuidado com tudo que como, e o quanto eu como. Quantidade, não significa qualidade. 
E também, um pouco de organização, estabelecendo uma meta até o fim do ano: treinos seis vezes por semana (isso mesmo, não se impressione).
Não sei se daqui pra lá vou criar algo que se chame de músculos, mas no sábado, ao jogar futebol, já senti que estou muito melhor fisicamente (e mentalmente).
Isso já é um bom inicio pra tudo. A tendencia (isso cumprindo o que for estabelecido, e mantendo a disciplina) é que realmente tudo melhore.

Nenhum comentário:

Total de visualizações de página

Parcerias (ponhas a sua aqui também)





Image and video hosting by TinyPic
" />

Contato

Orkut
Twitter
Facebook
YouTube

My Tumblr

Ocorreu um erro neste gadget