quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

4!



Presente


Eu sou

O fraco que não faz rima

A mente que não pensa

A as mãos que não trabalham.


Passado

Eu fui

Homem que errou passos

Que pouco amou

Que nada venceu

Que sempre chorou


Futuro

Eu posso ser

Do tipo que pode ter algo

Pra ser um

Pra ser feliz

Pra amar como eu quero.


20 comentários:

Natalia Araújo disse...

Lindo o poema!
Vc é, vc foi e vc será...
Muito criativo!
Gostei pra caramba!
Será que poderia postar em meu blog? Claro que colocarei o nome do autor..

Beijos.

Tatiana disse...

Em primeiro lugar gostaria de agradecer a sua presença em meu blog.
Quero também dizer que as suas palavras foram certeiras nas colocações que deixou no comentário!

Seu poema é bastante expressivo, uma carga de emoção que nos toca a alma.
Voltarei mais vezes!

Um abraço carinhoso

Larissa disse...

Apesar de não saber fazer rimas, as frases se completaram.
Apesar dos erros, tenho certeza que deles tu tirou a melhor essência deles para crescer.
E nada melhor que esperar do futuro alguém para amar.
Adorei.

Um beijo.

Rebeca Amaral disse...

Obrigada pela visita, querido!
Muito lindo o que escreveste, e mais uma vez comprovando que estamos em constante mudança, sempre buscando nos aperfeiçoar.
Gostei muito daqui, aparecerei mais vezes. Beijinhos!

Juliana. disse...

Oi Luiz! Tudo bem?
Mais que legal tuas palavras no meu cantinho..fiquei feliz..nós somos compostos por isso passado, presente e futuro, embora eu prefira o presente e o futuro! Não quero lembrar de erros que não valeram a pena, ou de paixões insensatas! Prefiro mudanças e estas eu posso fazer hoje e amanhã!
Beijos da Ju ;)te seguindo viu!

Wiil disse...

Foi bem criativo, apesar das palavras não terem a rima propriamente dita, você soube expressar algo verdadeiro;

Tatiane Lemos disse...

Lindo, amei mesmo!
Ja sigo seu blog amigo

Isadora disse...

obrigada pela visita!
ah,você promoveu de forma bem criativa o seu blog! hehe
=)
saudações!

RubenD disse...

Muito bom o teu poema=)

Paula Alencar. disse...

Obrigada pelo comentário no meu blog, tá? *-*
O poema está lindo, de verdade. Tô te seguindo. BEIJÃO!

Gabriela Castro disse...

Eu acho que, mais importante do que se passou são todas as possibilidades do que podemos ser.

Aproveito para te convidar para conferir a reforma que fiz no meu blog. O 'Não solta a minha mão nunca, tá?!' agora é 'Segredos de Travesseiro'. O conteúdo continua o mesmo, mas o layout está mais com a minha cara. Espero que vc possa visitar a minha nova casa :)

beijos

Caá disse...

que lindo poema =)
obrigada pela visita.
boa semana, bejos

poly_andra disse...

que verdadeiro o post, gostei muito.

e obrigado por passar la no meu blog

:*

TOTY disse...

Oi Gui.Na verdade, essa saudade em especial, prova o qto o amor é grande. Saudade tbm pode ser bom...Adorei o blog ...bjo

mila. disse...

adorei o poema! :D
beijinhos! :*

J.G disse...

Sim, outros amores surgem!
Assim espero!
Obrigada!
Beijos.

Bell Souza disse...

Gostei! =p...obrigada pelo comentário e desculpa a demora, eu tive uns probs esses dias. beijos

Flavih Jones disse...

Adorei o post.
Mtooo bom mesmo.

Beijoos

ana wants revenge disse...

e no futuro a gente pode ser quem quiser... ;)

beijos
.
.
.

CaruhGoes disse...

*.* lindo

Total de visualizações de página

Parcerias (ponhas a sua aqui também)





Image and video hosting by TinyPic
" />

Contato

Orkut
Twitter
Facebook
YouTube

My Tumblr

Ocorreu um erro neste gadget