terça-feira, 25 de junho de 2013

Minha (Humilde) Poesia curta.



Não vim pra fazer alarde
De tarde então
Nem faço isso.

Sou assim
Sem rimas, discreto
Sem constrangimento
Meio falastrão, entendo
Mas quieto, na minha
Só vendo o que posso fazer. 

Assim, vou seguindo
Sabendo
E principalmente ouvindo
Aprendendo sempre
Das coisas da vida.

Nenhum comentário:

Total de visualizações de página

Parcerias (ponhas a sua aqui também)





Image and video hosting by TinyPic
" />

Contato

Orkut
Twitter
Facebook
YouTube

My Tumblr

Ocorreu um erro neste gadget