domingo, 9 de junho de 2013

Uma Seleção (Ainda) sem cara.




Um homem maduro, feito, vivido, mas....onde está seu rosto?
Meio esfacelado, não tão aparentado ao que era antes.
É assim que vejo a seleção.

Mal completo 22 anos (no ultimo dia 8 de junho - parabéns pra mim, sou lindo!), e já vou metendo o sarrafo. A seleção, apesar do 3 x 0 na Franca (Merci Français!), não fez o jogo do que é esperado. 
Por um lado, isso é bom, pro animo, que não vinha tão bem de uns tempos pra cá. Quebrou tabus, jogou um pouco melhor, mas não o suficiente pra dizer que esta boa, bem pra ganhar e cativar a todos na Copa Das Confederações.
As estrelas, sempre elas, não brilharam. Vi uma constelação sem brilho, apesar do esforço e vontade.



O esforço deu certo, sim, mas ainda não esta bem organizado taticamente. Felipão não tem mais oportunidades de testar suas peças, mas pode usa-las de uma melhor forma. É preciso ter um pouco mais de visão quanto ao tipo de jogo que a seleção vai jogar, e a que cada um vai desempenhar. Não vi isso muito bem definido nos jogadores. Alguns tiveram de fazer outras funções, que nem são deles, pra fazer jogo, criar jogadas. 
Então, consequentemente, a seleção precisa de uma cara, uma definição solida, pra não ficar de galho em galho atrás de definições fajutas. Ou tem uma cara, ou não vai saber o que é titulo.

P.s> Pareço estar menosprezando o placar, mas isso não foi suficiente. Ainda existem coisas maiores pro Brasil conquistar, do que um amistoso contra a França.


Nenhum comentário:

Total de visualizações de página

Parcerias (ponhas a sua aqui também)





Image and video hosting by TinyPic
" />

Contato

Orkut
Twitter
Facebook
YouTube

My Tumblr

Ocorreu um erro neste gadget